quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Á procura de petroleo...


"Inspectores ligados ao sector do crime económico da Judiciária acompanham homólogos belgas nas diligências no Dragão. Estão desde a manhã cedo de hoje, quarta-feira, nas instalações do clube portista e mantém-se em operação de busca e apreensão de documentos e elementos informáticos.

Ao que apurou o JN, procuram documentos relacionados com o empresário Luciano D' Onofrio. O caso tem a ver com transferências de jogadores, alvo de investigação judicial na bélgica.

O F. C. Porto já notificou a Comissão de Mercado e Valores Mobiliários das diligências. "Hoje, pelas 10 horas, elementos da polícia judiciária portuguesa e belga visitaram as instalações do F. C. Porto, em cumprimento de uma carta rogatória oriunda da justiça belga", lê-se no comunciado, colocado online às 15.48 horas

"Nesse sentido, solicitaram diversos elementos relacionados com a empresa International Agency for Marketing que, depois de certificados, lhes foram entregues", informou o F. C. Porto, pode ler-se no site da CMVM."


1906

Luta & Resiste!

1 comentário:

Pedro disse...

Os investigadores belgas deixaram bem claro que apenas Luciano d'Onofrio está sob suspeita. Segundo o Jornal de Notícias também houve "diligências" em Lisboa, por causa de transferências de jogadores do Sporting, o que obviamente não implica qualquer acto irregular por parte do Sporting. Mas essa parte da notícia não deve ter chegado aí abixo, à terra da gente honesta.

PS O Marinho Neves não nos quer contar a história da ida do árbitro Mário Luís à China com o Sporting, depois de habilmente ter arbitrado a final da Taça de Portugal de 1978 entre Sporting e Porto?

PPS O Marinho Neves diz que é "boavisteiro". A maioria das pessoas que respondem por esse epíteto são na realidade, primeiro que tudo, anti-portistas. Os verdadeiros boavisteiros são a meia dúzia que ainda hoje vai ao Bessa.