terça-feira, 21 de agosto de 2012

Comunicado AAS - “Alteração do calendário Marítimo - Sporting”

Recebemos da Associação de Adeptos Sportinguistas, o comunicado que publicamos em seguida:


"Tomando conhecimento da intenção de adiamento da partida da 3a jornada da Liga,
correspondente à visita do Sporting Clube de Portugal ao campo do CF Marítimo, a
Associação de Adeptos Sportinguistas entende ser conveniente relembrar e alertar
para os constrangimentos que este tipo de situações provoca aos adeptos.

Como é do conhecimento geral, a AAS defende a importância da militância e
participação dos adeptos na vida do clube e nesse capítulo, as deslocações de adeptos
aos estádios de clubes adversários é um tema que deve merecer a maior atenção por
parte de todas as partes envolvidas. Um tema que, na verdade, interessa a todos.

Uma deslocação ao arquipélago da Madeira, pressupõe a aquisição de uma passagem
aérea e com o intuito de obter as melhores tarifas, normalmente os adeptos procuram
adquirir estas passagens com alguma antecedência. Adicionalmente, poderão ser
necessários ajustes do foro pessoal e profissional de modo a permitir a presença na
partida em questão.

Tomando este caso como exemplo, solicitamos à Liga Portuguesa de Futebol
Profissional e demais clubes participantes que tenham sempre estas questões nas suas
preocupações. A deslocação ao campo de um adversário contempla uma série de
factores logísticos cuja preparação atempada revela-se inconsequente com estas
alterações solicitadas pelos clubes.

Naturalmente, compreendemos a importância das partidas de competições
internacionais e respectivo tempo de recuperação e/ou deslocações, mas a Liga e os
clubes devem também entender que os adeptos não conseguirão reagendar férias ou
folgas nem obter reembolsos em transportes ou sequer a alteração das datas dessas
passagens.

Entende a AAS ser este caso uma óptima oportunidade para recolocar na Agenda
Desportiva nacional o tema e propõe que o actual regulamento venha a definir que:
i) Jogos disputados entre clubes cujas sedes distem menos de 200km deverão ser
calendarizados com, pelo menos, 15 dias de antecedência;

ii) Jogos disputados entre clubes cujas sedes distem mais de 200km deverão ser
calendarizados com, pelo menos, 21 dias de antecedência;

iii) Jogos disputados entre clubes de Portugal Continental e das Ilhas deverão ser
calendarizados com, pelo menos, 30 dias de antecedência.

Para o caso presente, sugere a AAS que os clubes ou a própria Liga tomem em
consideração os argumentos supracitados assim como o esforço que os adeptos do
futebol fazem para assistir a jogos num complicado clima socioeconómico e tomem a
iniciativa de garantir o ressarcimento aos adeptos das despesas relativas à alteração
das datas dos voos ou do cancelamento destes no que ao jogo mencionado diz
respeito, a título excepcional.

Os adeptos têm cumprido a sua parte de responsabilidade com os seus clubes.
Conseguem os clubes e a Liga defender também os interesses dos seus adeptos?
Esta tomada de posição pública da AAS foi enviada igualmente ao Sporting Clube de
Portugal e à Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Comité Executivo,
Associação de Adeptos Sportinguistas"



1906
Luta & Resiste!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012