segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O guito, the money et l'argent


O guito, the money et l'argent

O tema na ordem do dia é a crise. A crise, ou A crise, actualmente e face ás perdas na bolsa, bastam 140 euros para garantir 1 voto (100 acções) na AG de accionistas da SAD, há um ano atrás 227 garantiam o mesmo direito de voto, há 2 anos 389 euros, começou por ser 500 euros. Por esta pequena amostra pode-se ter uma ideia da grave enfermidade que assola os mercados.

Mercados ou a SportingSAD? É que apenas há cerca de um ano atrás se começou a falar de crise, porque é que as acções da Sporting SAD, caem de forma tão consistente desde a sua entrada em bolsa? Tentando desmistificar esta aura de grandes gestores que esta gente conseguiu criar á sua volta, vamos tentar deixar algumas pistas, assim e através da chamada Análise Fundamental sublinhar quais os parâmetros sob os quais deve ser avaliada uma empresa na altura de aquisição de acções:


=> Bom negócio, num bom ramo
Comentário: Negócio duvidoso devido á pouca credibilidade dos decisores (dirigentes dos clubes, arbitragem institucional e a arbitragem própriamente dita).
Promuiscuidade entre patrocinadores-clubes-dirigentes.
Monopolio do futebol português por uma única empresa- Olivedesportos.
Imprensa diária subserviente aos principais interesses instalados.
Massa adepta acrítica e pouco exigente.

=> Boa administração
Comentário: Uma administração nunca pode ser boa, quando oculta ou dificulta a informação aos sócios acerca de como é gerido o Clube (ver esta actualização a 31/12/2008).
O exemplo mais flagrante é a forma despudorada como tem obstaculizado a realização de uma auditoria EXTERNA ás contas consolidadas do Clube e de todas as empresas que compõe o universo empresarial sportinguista, simultaneamente tem impedido a realização de uma AG realizada pelo movimento de cidadania Sportinguista Leão de Verdade.
A manipulação da vontade dos sócios, de que foi exemplo a última AG no pavilhão Atlântico: Foi apresentada uma proposta única, que face ao seu chumbo e CONTRA a vontade manifestada pelos os sócios, foi divida em 3, tendo aprovado, entre si e á posterióri 2 dessas propostas. (Vmoc's e Academia).

=> Administração optimista
Comentário:
“O Sporting não tem dinheiro...”
“O Sporting é mais pequeno que o benfica”
“O Sporting não tem condições...”
“O Sporting não pode ter...”
“Gosto do futebol, não me revejo no ecletismo”
“Quero um Sporting sem sócios, mas com accionistas”
“Se não forem sustentáveis, as modalidades são para acabar”
etc., etc por aí fora.

=> Acções compradas pelos seus altos funcionários
Comentário:Pela amostra parecem tímidos a subscrever o trabalho por eles próprios desenvolvido, e se eles não acreditam, porque é que o mercado tem de acreditar?

=> Baixo PER relativo e PCF
Comentário:
PER (price earning ratio): Rácio contabilístico que se obtém, dividindo a cotação pelo lucro líquido por acção num certo ano.
PCF (price cash-flow): Valor do cash-flow anual que cabe a cada acção, que se obtém dividindo o cash-flow pelo nº de acções.
CASH-FLOW: Fluxo líquido de dinheiro que entra e sai de uma empresa durante um determinado período de tempo, normalmente um ano. É a receita líquida menos as provisões e amortizações, e constitui um exelente indicador da capacidade da empresa para gerar recursos.

=> Alto EPS continuadamente e em crescimento
Comentário: EPS (Earning per share): Lucro por acção, referente a um certo ano.

=> Alto ROE
Comentário: ROE (return on equity): Medida de eficiência de uma empresa quanto á rendibilidade dos seus capitais próprios, que se obtém dividindo o resultado líquido pelos capitais próprios.

=> Capitalização baixa ou média
Comentário: Aqui cumpre.

=> Cepticismo por acções da moda
Comentário: Nada sabemos sobre os investimentos da SAD, não é claro no seu Relatório & Contas.

=> Investimentos inteligentes, para além dos normais do negócio.
Comentário: A jogada guardada e pronta a ser jogada no mais curto prazo possível, passará sempre pela passagem da Academia e do Estádio para a SAD. E tendo em conta o processo da venda do património não desportivo, vai demorar o tempo e as AG's que forem necessários.
Outros investimentos inteligentes são os investimentos no Conselho Leonino, nos Stromp e nas claques, que lhes vão garantindo e para já, a manutenção no poder.

=> Empresa e acções de que o público goste, que criem sentimentos positivos.
Comentário: Quais...????

Que sirva o presente para inquirirem esta Direcção nas reuniões do Conselho Leonino, acerca destes parâmetros, assim sempre podem fazer aquilo que os Sportinguistas esperam que voçês façam: Dar sempre o vosso melhor pelo Sporting Clube de Portugal!

1906

Luta & Resiste!

1 comentário:

varatojo disse...

A proposta foi chumbada em AG. Tá tudo gravado.